Mudanças nas Resenhas do Steam

September 16, 2016

Temperado com

Fala galera mais um Marinando com Salsa, o nosso vlog ocasional e obviamente a política nova de resenhas da Valve é a ocasião da vez. No mínimo um texto meu vocês iriam ver, mas nesse caso eu preferi fazer um vídeo. Para o jogo de fundo eu escolhi XPara quem não sabia hoje a Valve inaugurou seu novo sistema de resenhas no Steam. 

 

Resumindo o que aconteceu foi o seguinte, agora as resenhas que valem são apenas as de jogos comprados no Steam, diretamente do software da Valve. Nenhuma chave adquiria em qualquer outra loja, Nuuvem, Green Man Gaming, Humble Bundle, Bundle Stars, Gamersgate, Kickstarter não interessa. Nenhum jogo ativado por chave vai contar para o sistema de resenhas. Isso inclui chaves dadas a imprensa. Ou seja, fãs que pagaram MUUITO mais cedo pelo jogo em financiamento coletivo ou mesmo críticos profissionais
estão fora do barco das análises.

Segundo a Valve o objetivo é sanar os desenvolvedores que pagam por resenhas positivas e eliminar essas empresas da loja. Sim, eles colocaram dessa forma. O foco principal é expulsar e proibir a venda de jogos de empresas pilantras. Como diria um famoso personagem de um famoso canal... "Oooolha que legal".


Então você quer me dizer que vocês não procuraram acabar com os JOGADORES abusivos que estragam o sistema de resenhas, vocês foram atrás daquela parcela pequena de pessoas que foram pagas para falar bem dos jogos que VOCÊS liberaram pelo seu Greenlight sem curadoria profissional?

 

Sim, se vocês colocarem no papel, a quantidade de jogadores que escrevem asneiras e PAGARAM pelos jogos é absurda. Muito maior do que qualquer fatia de desenvolvedores que possuem um sistema de pagamento por análises positivas.

Isso é o tipo de tiro no escuro que você não deve fazer, ainda mais quando você tem um catálogo gigantesco de jogos de origens diversas. Muitos sites apontaram as reações de membros famosos da indústria. Notavalmente a Kotaku trouxe um compilado de tweets com opiniões sobre essa decisão.

 

- Jonas Kyratzes, escritor e designer de jogos como The Infinite Ocean, The Sea Will Claim Everything, The Talos Principle, e Serious Sam 4 disse:


Vejam só metade das resenhas de The Sea Will Claim Everything não contam mais. E nenhuma das pessoas que financiaram The Council of Crows poderá dar o seu suporte.

 

- Kieron Kelly, roteirista da Larian Studios que desenvolveu Divinity explicou que:


O novo sistema de resenhas do Steam vai machucar muitos. Como desenvolvedor pelo Kickstarter, os seus fãs mais dedicados foram silenciados.

 

- Simon Roth criador do jogo Maia lamentou a decisão dizendo que:

 

Eu provavelmente vou deixar o mercado. Era através dos meus financiadores e vendas diretas que eu esperava melhorar minha pontuação.

Só de vendas diretas pelo site, Kickstarter e IndieGogo eu tenho mais de 16 mil usuários que nunca poderão deixar resenhas relevantes para mim.

 

- Rob Fearon criador de Death Ray Manta disse:


Só para servir de exemplo, de 120 poucas resenhas, eu perdi 40. Eu tive sorte de continuar "muito positivo" porque todas elas são legitimas.

 

- David Pittman, que trabalhou em Eldritch e Neon Struct, também apontou as prioridades da Valve:


Eu acho que as mudanças são boas, mas o jeito que foi estruturado "vamos impedir o abuso dos desenvolvedores" em vez de "vamos impedir o abuso dos jogadores" não é sincero, por experiência própria.

 

- Dave Gilbert da Wadjet Eye também exemplificou:

 

Eu já vi o sistema de resenhas ser muito abusado, eu vi um jogo de nicho com mais de 80 resenhas que foram claramente pagas cair para 4. Isso foi merecido, porém, os nossos maiores fãs compram diretamente do site. São eles que compram na pré-venda e fazem a propaganda boca-a-boca. Essa galera hardcore não pode publicar resenhas. Aqueles que muito provavelmente vão falar bem do jogo e dar as melhores resenhas. ELES NÃO PODEM.

 

- Alexis Kennedy que escreveu jogos como Fallen London e Sunless Sea tem uma opinião muito parecida com a minha.


Acho que eles perderam a mão, mas foi uma decisão consciente. Historicamente eles tomam decisões drásticas, olham os efeitos e depois recuam. Dão uma calibrada e refinam.
Eu não estou dizendo que eles tomaram a decisão certa, estou dizendo para não entrarem em pânico. Mas imagino que não seja consolo se você caiu 10% na sua pontuação.
Quando penso na Valve eu penso em HG Wells quando diz "intelectos vastos, calmos e insensíveis". Burros eles não são.


Como a própria Valve diz:

 

Isso significa que a pontuação de resenhas para 14% dos jogos vai mudar, alguns vão subir e outros vão descer. Boa parte dessas mudanças é resultado de jogos estarem na margem das categorias como 69% positivo ou 70% positivo. E uma mudança de 1% pode mudar de "neutro" para "Positivo". Por volta de 200 títulos que tinham 1 ou 2 resenhas não terão mais uma pontuação até que alguém que efetivamente tenha comprado o jogo via Steam escreva algo.

 

Quatorze por cento, você tem que estar de sacanagem com a minha cara. Eu tenho certeza que mais de 50% das resenhas do Steam são porcarias. Existe uma página no Tumblr! só com um catálogo de resenhas engraçadas. Sejam elas positivas ou negativas. E eu aposto que a maioria esmagadora não deve ser de ativação por chave.

Sem falar que uma das maiores parte do problema são as pessoas que COMPRAM o jogo, escrevem uma resenha negativa ridícula de até 5 palavras e pedem reembolso. E no meu caso e de vários analistas de jogos, nós estamos efetivamente perdendo tempo escrevendo resenhas no Steam, pois elas não vão ter o mesmo valor que o de uma pessoa que pagou pelo jogo. Elas continuam "aparecendo" no Steam, mas por padrão as pessoas vão ver apenas as resenhas de quem comprou. Existem filtros que separam as resenhas que foram por chaves. Isso é ridículo.

 

Além do mais, isso está inspirando uma prática tão abusiva quanto. Já existiam pessoas indo nas resenhas escritas de quem recebeu chaves gratuitas e negativando elas só por inveja ou por acreditar serem resenhas pagas. Agora a Valve deu uma ferramenta para facilitar esse processo.


A minha conclusão é a seguinte, eu imagino que assim como várias outras decisões ruins da Valve, eles vão analisar e refazer ou tirar. Da mesma forma que aconteceu com os mods pagos e tantas outras ideias estapafúrdias que a empresa já teve. Mas enquanto isso, tornou-se inútil eu escrever qualquer resenha no Steam. Ninguém vai conseguir ver, a menos é claro que eu tenha comprado o jogo no Steam. Veja bem, eu comprei jogos caríssimos que me deixaram insatisfeito e que foram ativações, mas eu não posso contribuir com a minha contraindicação, eu preciso reclamar calado. É estúpido e inútil.

 

E o pior é que do jeito que está não tem solução. Eu não posso exigir uma separação das resenhas profissionais das normais porque isso soluciona o meu problema, mas não da galera que compra no Kickstarter ou em lojas digitais porque optaram por pagar mais barato. Eu não posso exigir que exista uma identificação de chaves externas por loja, porque isso seria insano e ainda assim aberto ao abuso.

 

O que eles deveriam de fato fazer é começar a curadoria das resenhas. Como eles dizem no FINAL da publicação:

 

Existem jogos que mostram resenhas úteis que não são precisamente parecidas com o que as pessoas acham do jogo. Por exemplo existem jogos positivos mas todas as resenhas úteis são as negativas. Existem jogos que um pequeno grupo marca resenhas como úteis e mostram uma opinião divergente do que é realmente dito sobre o jogo. E existem resenhas que são marcadas como úteis só porque são engraçadas.

 

A culpa é de vocês, vocês introduziram o botão engraçado. Vocês instigaram o resto da comunidade a escrever resenhas engraçadas que chamam atenção.

 

Aparentemente segundo Doug Lombardi, funcionário da Valve, ainda há muito a ser trabalhado para chegar num modelo ideal de resenhas, mas que eles estão analisando todas as sugestões e opiniões.

 

Fonte
http://store.steampowered.com/news/24155/

Marcadores

Please reload

Publicações em Destaque

Jogos do Steam Extremamente Baratos!

July 4, 2017

1/7
Please reload

Publicações Recentes